quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Depressão: aprenda a reconhecer este transtorno
A Depressão é um transtorno mental que tende a se instalar aos poucos. Muitas vezes começa com cansaço, estresse, falta de vontade de realizar atividades antes prazerosas, com uma situação de crise como luto ou no casamento e que tende a agravar-se. A pessoa deprimida tende a ficar indiferente, triste ou irritada sem causa aparente e estas reações persistem no tempo, em geral ultrapassando duas a três semanas seguidas. Os sintomas mais comuns são baixa estima generalizada, sentimento de desesperança e vida sem sentido, choro frequente, cansaço exagerado, fadiga, movimentos lentos, vícios em alcóol e outras drogas, perda de libido, isolamento social, alterações no sono e apetite, perda do humor, comprometimento da higiene pessoal, pensamentos constantes de morte, dores no corpo, medo de tudo, dificuldade para tomar decisões. Muitas vezes surgem alguns destes sintomas, portanto somente um psiquiatra ou psicólogo pode avaliar melhor. O tratamento inclui medicamentos e psicoterapia, que vai ajudar a identificar as causas e situaçoes que mantém o quadro e ajudar a pessoa e família a lidar com a situação.


Gabriela P. Daltro

psicóloga cRP 06/86668

gabipdaltro@hotmail.com

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

 
Saiba mais sobre a anorgasmia: dificuldade em atingir o orgasmo
A Anorgasmia é uma disfunção sexual que se caracteriza pela dificuldade ou impossibilidade em atingir o orgasmo e afeta cerca de 25% das mulheres. Esta dificuldade pode ser primária, ou seja, a mulher pode nunca ter atingido o orgasmo ou secundária, quando a mulher já atingiu o orgasmo mas no momento não consegue devido a causas orgânicas ou psicológicas. Em sua maior parte, a dificuldades estão relacionadas a falta de informação adequada sobre sexualidade, medo e culpa, aversão ao parceiro ou conflitos na relação amorosa, medo de engravidar, entre outros fators como homossexualidade oculta ou ejaculação precoce do parceiro. Quanto as causas orgânicas, as mais comuns estão relacionadas a disfunções hormonais e transtornos como depressão. Durante o atendimento em psicoterapia sexual são investigdas as causas do problema, oferecida informação adequda e confiável sobre sexualidade e trabalhados temas e problemas emocionais. Muitas vezes sã recomendados exercícios individuais e em parceria, bem como leituras e muita conversa. Um psicoterapeuta sexual saberá realizar um diagnóstico preciso, bem como indicar o melhor tratamento. Procure ajuda especializada. Uma vida sexual com saúde reflete em sua qualidade de vida.

 

Gabriela P. Daltro

Psicóloga CRP 06/86668

gabipdaltro@hotmail.com