quarta-feira, 21 de janeiro de 2015


Qualidade de Vida e Sexualidade

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) uma boa qualidade de vida envolve a satisfação das necessidades básicas e uma boa relação com a comunidade, a família, o trabalho e a sexualidade. A sexualidade é muito mais do que o ato sexual. Ela é parte da identidade do indivíduo e determina o modo como a pessoa vai sentir a si-própria e como vai se relacionar com outras pessoas. Assim, estar de bem com a orientação sexual, com o papel masculino ou feminino na sociedade, com o próprio corpo e com o companheiro (a) é fundamental para uma sexualidade plena e uma boa qualidade de vida geral. Se há algum problema em outra área da vida, como no trabalho ou na saúde por exemplo, a vida sexual também é afetada negativamente. Portanto, muitas vezes para melhorar uma área da vida é preciso modificar outras. Algumas sugestões de áreas que podem gerar efeitos na sexualidade: financeira, conjugal, familiar, espiritual, saúde, social e lazer. Se algo não vai bem com a sexualidade, provavelmente estas outras áreas da vida também apresentam problemas. Portanto, procurar ajuda especializada é to importante. O Psicólogo pode ajudar a entender onde está o problema e o que fazer para modificá-lo. Afinal, viver é bom, mas viver com qualidade de vida é melhor ainda.

 Gabriela P. Daltro

Psicóloga CRP 06/86668

gabipdaltro@hotmail.com

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Como sair do isolamento e criar uma boa vida social

Trocar, compartilhar, conversar, interagir fazem parte da condição humana e são atividades centrais para uma vida com qualidade.  Todas as pessoas precisam de relacionamentos, sejam eles amorosos, com colegas de trabalho, familiares ou com amigos. Algumas vezes podemos encontrar dificuldade em nos relacionar, seja por medo de rejeição, vergonha, não saber como iniciar uma conversa, sentir-se sem atrativos ou pouco interessante, enfim há muitas razões que podem levar alguém a ter dificuldades sociais. Pensando nestas dificuldades seguem algumas recomendações para ajudá-lo (a) a iniciar uma vida social satisfatória: identifique se o objetivo é encontrar um namorado, fazer amigos ou estimular contatos de trabalho, por exemplo; tenha iniciativa convidando pessoas para atividades ou aceitando convites que lhe são feitos; participe de grupos com atividades e interesses em comum como grupos de atividades físicas e artes por exemplo; expresse seus sentimentos e demonstre interesse verdadeiro pelas pessoas a seu redor; utilize as redes sociais para gerar encontros presenciais; não dê tanta importância para pensamentos que te diminuam ou que justifiquem a si-mesmo ficar isolado. Há outras estratégias que podem ser utilizadas e que ajudam a estimular a confiança para se relacionar. Procurar o auxílio de um psicólogo também pode ajudar a identificar as suas dificuldades e a criar estratégias eficientes para que se desenvolva uma vida repleta de bons relacionamentos.

 

Gabriela P. Daltro

Psicóloga CRP 06/86668

gabipdaltro@hotmail.com