terça-feira, 13 de março de 2012

Psicoterapia e Ejaculação Rápida

A Ejaculação rápida, ou ejaculação precoce, é uma disfunção sexual masculina que se dá por uma queixa relacionada á falta de controle da ejaculação e/ou insatisfação com a variação de tempo para ejacular. É uma disfunção que atinge aproximadamente 26% da população masculina no Brasil e é fonte de intensa ansiedade. Na realidade, não há um tempo pré-determinado para a ejaculação, portanto o diagnóstico é feito com base na insatisfação interna do paciente e no quanto seu modo de relacionar-se é satisfatório para ele e para a parceria. Aproximadamente 30% dos casos são situacionais, ou seja, a ejaculação rápida foi adquirida ao longo da vida; 70% dos casos compreendem o quadro que se desenvolveu desde o início da vida sexual. Experiências ligadas ao início da vida sexual, medos e conflitos conjugais, ansiedade generalizada, baixa auto-estima e predisposição biológica são fatores que levam ao distúrbio. A psicoterapia nestes casos atua no auto-conhecimento do corpo e das sensações do cliente (aumento da propriocepção) visando maior controle ejaculatório, controle da ansiedade geral e da ansiedade de desempenho, conflitos relacionais e educação sexual. É importante frisar que doenças urológicas podem ser causa de ejaculação rápida, portanto um urologista deve ser consultado. Muitas vezes é utilizada também medicação aliada á psicoterapia. Procurar ajuda especializada é o primeiro passo rumo a uma vida sexual saudável e mais satisfatória.

Gabriela P. Daltro
Psicóloga CRP 06/86668
gabipdaltro@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário