terça-feira, 15 de maio de 2012

PSICOLOGIA E ALGUNS MITOS

A Psicologia e sua forma de atuação ainda não é bem compreendida por todas as pessoas. Muitas dúvidas e preconceitos ainda perduram nesta área. Vamos ver alguns deles:

PSICOLOGIA É MISTÉRIO E TERAPEUTAS ADIVINHAM TUDO: Mito. A Psicologia é a ciência do comportamento humano. Ela estuda o comportamento humano, ou seja, porque as pessoas fazem o que fazem e sentem o que sentem. Estuda também técnicas de modificação deste comportamento quando ele traz sofrimento desnecessário para a pessoa. O terapeuta não adivinha nada, ele pergunta e investiga com o paciente sua vida, emoções e pensamentos a fim de identificar problemas e propor modificações que levem aos resultados desejados.

PROCURAR UM PSICÓLOGO SIGNIFICA QUE ESTOU LOUCO: Mito. Como muitas pessoas não compreendem o trabalho do psicólogo, este costuma ser um medo muito comum. Procurar ajuda especializada quando estamos enfrentando situações difíceis, crises e outros sofrimentos não significa loucura e simplesmente que você não está conseguindo lidar com as demandas da vida a partir dos recursos que você á tem. É necessário desenvolver e aprender habilidades novas ou outros modos de agir que o ajudem nestas dificuldades específicas. Durante o processo outros recursos como medicação podem ser utilizados sob a supervisão de um psiquiatra, de forma a ajudar no tratamento, isto de forma alguma significa loucura ou falta de juízo.

PSICÓLOGOS NÃO DEVEM COBRAR POIS AUDAM AS PESSOAS: Mito. O psicólogo é um profissional da saúde, que atua baseado em preceitos científicos e validados e que requer formação e conhecimentos específicos. Não é necessariamente um trabalho filantrópico e sim um profissional que prestará um serviço e do qual deve prestar contas, assim como médico, o fisioterapeuta, o assistente social, etc.

Outras perguntas você encontra em www.gabrielapsicologa.blogspot.com

Envie sua dúvida também para gabipdaltro@hotmal.com

 Gabriela P. Daltro
Psicóloga CRP 06/86668
gabipdaltro@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário