quarta-feira, 7 de novembro de 2012


Síndrome do Pânico e Psicoterapia

A Síndrome do Pânico é um transtorno que afeta cerca de 3% da população e gera dificuldades nos campos emocional, social e ocupacional. É caracterizada por ataques ou crises de pânico que ocorrem aparentemente sem causa e sem a presença de perigo. A crise de pânico é um período em que ocorre medo intenso ou desconforto acompanhando de algumas outras sensações como palpitações, suor frio, tremedeira, sensação de falta de ar ou sufocamento, dor no peito, náuseas, tontura, irritabilidade, sensação de desmaio, medo de perder o controle, medo de morrer, formigamento e calafrios ou ondas de calor. A crise pode ser leve, moderada ou grave.  A Síndrome do Pânico pode ser desencadeada por estresse ou situações de vida como viuvez, conflitos familiares, violência, pressão no trabalho, etc. O uso de álcool e drogas pode ajudar no desenvolvimento do quadro. O tratamento envolve, em geral, o uso de medicamentos e psicoterapia. Na psicoterapia são trabalhados temas como auto-percepção, identificação da crise e modos de lidar com ela, ansiedade e medo e temas pertinentes. Procure sempre ajuda especializada como um psiquiatra ou psicólogo.

 Gabriela P. Daltro

Psicologa CRP 86668

gabipdaltro@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário