quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Da autocrítica para a auto-confiança
O autoconceito ou autoimagem é o modo como a pessoa considera a si mesma: suas capacidades e seu valor. O autoconceito é central para o modo como a pessoa vai considerar a si mesma, os outros, o mundo e seu futuro. A maneira mais comum de prejudicar o autoconceito é se criticar em excesso. A crítica pode até ter uma finalidade positiva, pois ela é uma tentativa de mudar um comportamento que não nos agrada, mas de fato ela mais prejudica do que ajuda. O ponto aqui é que a autocrítica não promove mudança. Geralmente, acaba causando a consequência de gerar culpa, raiva e descontentamento consigo. Muitas pessoas se criticam tanto que o simples fato de pararem de se criticar já é um alívio. A mudança real só começa quando você aceita que tem algo que precisa mudar. Pode parecer fácil, mas aceitar, realmente, que você tem algo para mudar é compreender que a responsabilidade é tua, não das outras pessoas. E, finalmente, para parar a autocrítica é preciso substituir os pensamentos negativos sobre si mesmo por elogios e por mais consideração. No início pode até parecer um pouco artificial: e é mesmo. Mas é com a prática e escolhendo dar-se consideração nos acontecimentos do dia-a-dia que a auto-confiança se desenvolve.

 

Gabriela P. Daltro

Picóloga CRP 06/86668

gabipdaltro@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário