terça-feira, 5 de março de 2013

Dicas para desenvolver a autoridade dos pais

Os pais estão sempre ensaiando a melhor resposta para os maus comportamentos dos filhos e muitas vezes, quando a resposta não é adequada, perdem a autoridade ao invés de aumenta-la. Algumas das principais condutas dos pais que levam a perda da autoridade, ou seja, leva os filhos a não obedecer as regras e limites desejados são: lutar por poder com a criança ou adolescente, gritos e ameaças, respostas vagas e inconsistentes, dar castigos que não serão cumpridos, perguntar em excesso, suplicar e falta de perseverança. Destes, dar castigos que não se pode cumprir e falta de perseverança costumam ser os mais problemáticos. É importante propor consequências aos filhos, tanto boas para bom comportamento quanto as que decorrem de mau comportamento, sendo que estas consequências devem ser sempre cumpridas. Desta forma os filhos aprendem a seguir regras, a obedecer mais prontamente aos avisos e pedidos dos pais, bem como desenvolvem segurança nas palavras e opiniões dos pais. São limites necessários e fundamentais para o crescimento saudável das crianças e jovens. Contudo, os pais não podem ter preguiça, medo, dó, culpa ou qualquer outra condição que sirva de desculpa para não persistir em checar se a ordem foi mesmo cumprida e aplicar as consequências necessárias. Entenda que os filhos precisam da firmeza dos pais e que isso não significa grosseria, perda de controle, gritaria ou punição excessiva. A educação exige repetição e muitas vezes vai mesmo deixar os pais sobrecarregados. Os pais sempre podem contar com ajuda especializada de psicólogos em caso de dúvidas e problemas de comportamento que não conseguem resolver sozinhos.

Gabriela P. Daltro

Psicóloga CRP 86668

gabipdaltro@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário