quinta-feira, 30 de julho de 2009

Crianças: Consumo e Consumismo

Uma das grandes preocupações dos pais nos dias de hoje é a exigência dos filhos quando se trata das compras da família. Além dos adultos, as crianças e pré-adolescentes entre 8 e 14 anos estão expostos a publicidade exacerbada, o que pode levar não apenas a demandas de consumo mas ao consumismo em si. O consumo é uma atividade econômica voltada para a aquisição de bens e de riquezas e, de certo modo, é inevitável no sistema econômico em que vivemos: o capitalismo. Contudo, o consumismo é o ato de adquirir produtos e serviços de modo desenfreado e compulsivo, sem necessidade e consciência. O consumismo atinge grande parte da população, contudo é mais crítico em relação às crianças porque estas estão em fase de desenvolvimento e de aprendizado em relação à vida e seus valores, levando a uma deturpação das noções de cidadania e também à dificuldade em suportar frustrações e em adquirir prazer com outras atividades além do comprar. Muitos pais ainda estimulam este comportamento em uma tentativa de prover ao filho o que lhe faltou na infância ou como modo de expressar o amor e compensar a falta de tempo disponível para ele. Contudo, o consumismo pode levar a criança a entender que os objetos valem mais que valores humanos, ou melhor, que estes valores (assim como veiculados no anúncios publicitários) estão inevitavelmente vinculados a marcas e produtos. Algumas atividades simples executadas com os filhos podem ajudá-los a trabalhar suas necessidades físicas e emocionais sem recorrer às compras: por exemplo os pais podem desenvolver atividades que não exijam mídia ou TV como jogos de tabuleiros , cozinhar, atividades culturais; pode ainda evitar fornecer dinheiro para lanche escolar provendo um lanche mais nutritivo; evitar levar os pequenos às compras em megalojas de brinquedos pois eles tem dificuldade em controlar seus impulsos e em compreender porque não podem ter o que querem; assim é melhor conversar sobre o que vão comprar e porquê antes de sair de casa; assistir TV em família é uma boa opção para ensinar comportamentos de negociação, cooperação e comprometimento.

Gabriela P. Daltro
Psicóloga CRP 06/86668
gabipdaltro@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário